MIDIA GOSPEL

Seg08212017

Last update01:06:07

Com o sucesso das lutas do UFC, igrejas evangélicas realizam campeonatos e combates dentro dos templos para evangelizar

Gostou? Comente este artigo no fim da página

GOSPEL Fotos e imagens Com o sucesso das lutas do UFC, igrejas evangélicas realizam campeonatos e combates dentro dos templos para evangelizar Noticia Religião

Por causa do campeonato de lutas conhecido como UFC (Ultimate Fighting Championship), o MMA (Artes Marciais Mistas em português) é um esporte que tem atraído milhões de fãs no mundo todo e, consequentemente, no Brasil. Considerado por muitos como um esporte violento o MMA tem sido usado por diversas igrejas como forma de atrair jovens para seus templos.

Diante do sucesso do esporte e de alguns atletas evangélicos, como Vitor Belfort, algumas igrejas têm organizado campeonatos de MMA e de outras modalidades de lutas dentro dos templos como forma de atrair jovens e evangelizar. Porém essa nova moda nas igrejas também tem sido alvo de polêmicas por parte de pastores mais conservadores que consideram o esporte impróprio para cristãos por causa da violência.

Mas as críticas não impedem que ocorram a cada dia mais eventos desse tipo nas igrejas. Grandes denominações já promoveram lutas e até mesmo campeonatos dentro de seus templos, como a Renascer e a Bola de Neve. Pastores famosos, como Mark Driscoll, também estão na lista dos amantes desse esporte.

Organizador de um campeonato que aconteceu no último dia 25 na Igreja Apostólica Vida Nova da Mooca, São Paulo, o apóstolo Willy Garcia rebate as críticas: “Muitas pessoas criticam o MMA por ser um esporte violento, mas hoje ele é o esporte do momento e para nós, da igreja, é uma boa oportunidade de fazer evangelismo. Temos pessoas aqui hoje que jamais entrariam em uma igreja”.

O “Primeiro MMA Power Fight”, evento que ocorreu na igreja de Garcia, aconteceu dentro do templo, onde foi montado um octógono que recebeu 12 combates que, segundo a organização, tinham como objetivo “lutar por vidas”.

Apesar da rejeição ao esporte por parte de alguns pastores o UFC tem proporcionado a atletas cristãos uma visibilidade que eles não tinham no esporte, e as manifestações religiosas deles é constante. Essa relação entre a religião e o MMA tem sido motivo de diversas críticas, como a do jornalista João Carlos Assumpção, que questionou atletas que agradecem a Deus por suas vitórias no octógono.

Um dos mais conhecidos lutares de MMA também falou, de acordo com o The Christian Post, da relação entre o MMA e a religião: “Cristianismo e MMA são totalmente compatíveis. Um olhar superficial pode ver apenas dois homens lutando como cães enjaulados. É um esporte e as pessoas se machucam, mas não há nenhuma animosidade real contra o seu adversário. Depois de entender a história por trás os estilos, o aspecto técnico e o respeito que é inerente a este esporte, você consegue apreciar o que ele tem para oferecer”.

Fonte: Gospel + | Divulgação: Midia Gospel