MIDIA GOSPEL

Seg12112017

Last update01:01:01

Rock in Rio: Evangélicos Contrastam com Fãs Metaleiros do Metallica e Sepultura

Gostou? Comente este artigo no fim da página
Gospel o melhor da WEB Rock in Rio: Evangélicos Contrastam com Fãs Metaleiros do Metallica e Sepultura Noticia Religião

Em meio a milhares de camisetas negras, a cor predominante na noite do metal no Rock in Rio, grupos de evangélicos respondiam ao slogan do evento. “Por Um Mundo Melhor? Só Jesus”, diziam as faixas espalhas pelo local na noite de ontem (25) na Cidade do Rock.

A noite do metal teve como principal atração a banda Metallica, além do grupo Slipknot, Sepultura e Motörhead. Em meio à mensagem dos evangélicos, outras mais sombrias estampavam as camisetas dos presentes, com frases como "o martelo da justiça vai te esmigalhar" e "perder toda a esperança é alcançar a verdadeira liberdade".

Caveiras também eram imagens comuns na noite de ontem. Al Qaeda, a seleção da Alemanha, o Cristo Redentor e Seu Madruga também decoraram as roupas dos fãs de heavy metal no Rock in Rio.

Algumas bandas menos cotadas tiveram que tocar clássicos do gênero para agradar ao ressabiado público metaleiro. Outras, apelaram para estripulias físicas, como um salto de quase quatro metros para ganhar os fãs de vez.

Mas, segundo informações do G1, o Metallica não decepcionou a maioria das cem mil pessoas que estiveram na Cidade do Rock para ver a banda. Foram mais de duas horas e diversos hits de diferentes fases da banda de heavy metal. Um dos maiores sucessos, "Enter sandman", levou a platéia ao delírio.

No Palco Sunset, sob céu nublado e tempo ameno, houve o encontro de Matanza e B Negão, seguido por Korzus com o The Punk Metal Allstars. No mesmo palco, o Angra dividiu o show com a ex-vocalista do Nightwish, a finlandesa Tarja Turunen.

Quem encerrou o Palco Sunset, com 1h30 de atraso por causa de problemas técnicos, foi o Sepultura com o grupo de percussão francês Tambours du Bronx, que tiveram ainda a participação de Mike Patton, do Faith No More.

Já no Palco Mundo, as bandas de menos renome só se saíram bem tocando covers: os paulistanos do Glória, hostilizados pelo público, optaram por um tributo ao Pantera, e os nova-iorquinos do Coheed and Cambria, apesar de bem recebidos, só ganhou o público ao fazer uma versão de "The Trooper", do Iron Maiden.

The Christian Post