MIDIA GOSPEL

Qua11222017

Last update11:01:01

Ritual à deusa Parvati no Nepal mata centenas de animais machos

Gostou? Comente este artigo no fim da página

Começou nesta semana no Nepal mais um ritual de oferenda à deusa Parvati. Nos próximos 15 dias, os devotos vão matar milhares de animais machos e férteis porque assim a deusa quer. Ela é mulher do poderoso deus hindu Shiva.

Os sacrifícios mais comuns são de bodes, galos, patos e búfalos. Pela crença, quem fizer a oferenda obterá da deusa energia para o trabalho e qualquer outra atividade, incluindo a sexual.

Os templos estão lotados para a devoção a Kali e Durga, que são as encarnações de Parvati

Ritual à deusa Parvati no Nepal mata milhares de animais machos

A abertura do Festival de Dashain – esse é o nome oficial da matança – ocorreu no antigo palácio real com o sacrifício de 54 bodes e 54 búfalos.

Cinquenta e quatro é considerado divino porque o resultado de 5 mais 4 é 9, o maior número unitário. Não se sabe por que o sacrifício não se restringe a 9 animais, evitando assim um espetáculo de crueldade.

Ritual à deusa Parvati no Nepal mata milhares de animais machos

O Nepal é um país asiático com população de 29,5 milhões. A religião da maioria (80%) é o hinduísmo.

Em países como a Índia, a tradição alimentar do hinduísmo é vegetariana porque os devotos acreditam que as pessoas possam renascer como animais. O Nepal é uma exceção. Parte dos fiéis leva para casa os bichos sacrificados nos templos para consumi-los. Para os indianos, isso seria canibalismo.

Nos últimos anos, entidades internacionais de defesa de animais têm criticado a matança do ritual e pedido um basta.

Baidyanath Sharma, hindu especialista em religião, afirmou que muitos dos criticam o ritual são consumidores de carne de animais abatidos longe de seus olhos, nos matadouros, e quase ninguém diz nada.