MIDIA GOSPEL

Seg05292017

Last update07:30:17

Presbítero comenta ‘aberrações’ no vídeo em que pastor da Igreja Universal entrevista ‘demônio’ sobre edifícios que desabaram no Rio de Janeiro

Gostou? Comente este artigo no fim da página
GOSPEL Fotos e imagens Presbítero comenta ‘aberrações’ no vídeo em que pastor da Igreja Universal entrevista ‘demônio’ sobre edifícios que desabaram no Rio de Janeiro Noticia Religião

A entrevista com o “demônio”, realizada por um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, em que o suposto espírito maligno afirma ter derrubado três edifícios no centro do Rio de Janeiro para levar as almas de ex-obreiros da IURD, continua repercutindo no meio cristão.

Em artigo publicado no site Holofote, o presbítero Paulo Teixeira fez uma análise dos fatos ocorridos no vídeo publicado pelo blog do bispo Edir Macedo. Para Teixeira, os acontecimentos registrados são “aberrações”.

Em sua análise, Teixeira pontua os trechos controversos e identifica o que estaria em desacordo com os registros bíblicos: “O suposto demônio disse que tinha almas que estavam no prédio e que estariam naquele culto, mas foram impedidas. Somente Deus tem o atributo onisciência, mais ninguém. Portanto uma mentira dita pelo ‘demônio’”.

Sobre o destino dos supostos obreiros que estariam nos prédios desabados, o presbítero rebate as afirmações feitas pelo “espírito maligno”: “O destino final dos ímpios só ocorrerá no Dia do Juízo Final. Demônio algum sabe quem será condenado. A sentença será proferida pelo Juiz e Senhor. A Bíblia nos diz: ‘e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados’ 2 Pedro 2.9b. Portanto, mais uma mentira proferida pelo ‘demônio’”, afirma Teixeira.

O presbítero Paulo Teixeira ainda questiona controvérsias relativas às condições das dimensões físicas e espirituais, e sobre a afirmação do “demônio” que os ex-obreiros da IURD estariam chorando sangue, pontua: “Não há possibilidade alguma de alguém estar na eternidade ‘chorando sangue’. Se são almas, de onde estariam vindo as lágrimas de sangue, se este é um elemento material, do mundo físico?”.

Levantando possibilidades sobre o episódio, o presbítero Teixeira faz observações:

“Ou a manifestação maligna foi um teatro pré-estabelecido, e se assim foi, não merece nem comentários; Ou realmente houve manifestação demoníaca. E se isto ocorreu, duas coisas devem ser citadas:

-Ou o pastor que entrevistou o ‘demônio’ nada conhece de Bíblia, pois quem conhece a Palavra de Deus sabe muito bem que o Diabo é o pai da mentira e tudo que o demônio fala não deve ser considerado. Vejamos o que disse Jesus: ‘Vós tendes por pai o diabo, e quereis satisfazer os desejos do vosso pai; ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira’ – Jo. 8:44

-Ou o pastor conhece realmente o texto acima e apenas quis se aproveitar para transformar o ato num espetáculo e chamar a atenção”.

Fazendo menção à guerra entre as igrejas Universal e Mundial do Poder de Deus, o presbítero questiona se o episódio não seria uma estratégia para conter o êxodo de membros: “O pastor fez questão de perguntar ao ‘demônio’ se nos prédios havia ex-obreiros. É sabido por todos que está havendo uma migração enorme de obreiros da IURD para a igreja liderada por Valdomiro Santiago (um ex-obreiro da IURD). Teria sido a atitude do pastor uma forma de terrorismo psicológico em cima dos obreiros para evitar mais evasão?”.

Vídeo Igreja Universal do Reino de DEUS

Fonte: Gospel + | Divulgação: Midia Gospel