MIDIA GOSPEL

Dom11192017

Last update02:01:02

Pastor Marco Feliciano comenta sobre reportagem exibida pela R7 no Domingo Espetacular

Gostou? Comente este artigo no fim da página
Gospel o melhor da WEB Pastor Marco Feliciano comenta sobre reportagem exibida pela R7 no Domingo Espetacular Noticia Religião

O programa deu continuidade a um ataque do bispo contra o Movimento Pentecostal no Brasil. Edir Macedo havia criticado os pentecostais no dia 8 de setembro, quando publicou no seu blog vídeos em que faz comparações do Movimento Pentecostal com um Centro Espírita.

A reportagem da Record gerou indignação de muitos evangélicos. Pastores, cantores, professores de teologia e mesmo não evangélicos criticaram a transmissão da Record por abordar um tema religioso.

O pastor Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança, fez comparações entre os ritos da igreja Universal e as práticas na igreja Católica. Ele ainda comentou que “rejeita o cai-cai como prática pentecostal, mas não reconheço o bispo Macedo como autoridade espiritual, moral e ética para o que fez”, comentou o pastor Vagens.

Para o pastor Ciro Zibordi, autor de “Erros que os pregadores devem evitar”, os argumentos bíblicos utilizados para defender o cair no espírito, são argumentos irracionais, fora do contexto bíblico. Mas o pastor Ciro diz que “não se pode limitar o poder de Deus, claro que ele pode derrubar uma pessoa, mas isso não pode ser uma condição para o manifestar do Espírito Santo”.

O correspondente Michael Caceres entrevistou o pastor Marco Feliciano e a psicóloga Marisa Lobo. Para o pastor Marco Feliciano “A rede Record está desesperada por audiência e a igreja Universal por membros” comentou o pastor. “Eles estão em decadência”.

“A IURD vive um tempo de decadência. Eles ganham almas mas Não são hospital, são pronto socorro. Após se converterem lá as pessoas vem para o Pentecostalismo, que tem uma resposta carismática com devoção bíblica e crença no sobrenatural, disse Marco Feliciano.

Leia a entrevista com o pastor Marco Feliciano na integra:

Michael Caceres – O senhor assistiu o programa?

Marco Feliciano – Não. Ainda não assisti, mas sei que foi semelhante ao que o Edir publicou no blog. Eu respondi a crítica dele em um vídeo.

Michael Caceres – Eles voltaram a mostrar aquele episódio dos Gideões, em que o senhor está pregando. Disseram que tinha um homem no púlpito que ficou assustado com a cena. O senhor acha que o bispo Edir Macedo está tentando ridiculariza-lo?

Marco Feliciano – No vídeo eu não faço nada. É o moço que sai rodando. Eu já respondi ao Edir Macedo quando recebi o vídeo que ele me enviou do blog. Vou ser mais pragmático. Ele Não quer só ridicularizar ele quer criar duvida na mente do povo simples e humilde.

Michael Caceres – Já debateu pessoalmente com o Macedo? Qual sua posição quanto ao líder da Universal?

Marco Feliciano – Nunca até porque eu sempre o admirei. Creio na fé que ele prega, que Deus atende sacrifícios. Mas agora estou com ojeriza, repulsa, nojo mesmo. Pois ele fere uma multidão de pessoas que oraram por ele e contribuíram para comprar essa emissora que agora presta esse desserviço a fé brasileira.

Michael Caceres – Eles usaram a “Teologia de Toronto” pra tentar ter base para as críticas ao Movimento Pentecostal, fizeram até uma entrevista com o fundador. Acredita que o povo está vendo esta tentativa do Edir em ridicularizar o pentecoste?

Marco Feliciano – E a teologia mística e sincrética deles? Catolicismo com água benta, umbanda com sal grosso? O q esperar de um líder que aprova o aborto, fala publicamente que bebe socialmente e agora chama de demônio uma obra feita pelo Espirito? Vou orar por ele, ficou cego!

Já para a psicóloga Marisa Lobo, apesar da “histeria coletiva apresentada na reportagem da Record, o corpo se não tiver subordinado ao Espírito, de qualquer forma haverá apenas uma emoção, sem nada de espiritual”, comentou a psicóloga.

Leia trechos da entrevista:

Michael Caceres – Doutora Marisa, a senhor foi uma das primeiras a criticar a Record logo que passou a transmissão da reportagem. Para a senhora é possível uma pessoa ser induzida a um estado de transe a ponto de perder o controle do corpo por conta da emoção?

Marisa Lobo – A forma como alguns pastores, muitas vezes usam e mexem com o emocional das massas, gera uma catarse, e pode sim promover uma histeria coletiva. Isso se dá de diversas formas por causa de sentimentos, personalidades, principalmente em mulheres. Temos que ter cuidado para saber discernir o que pode ser apelação daquilo que é realmente espriritual. Muitas manifestações são extremamente atrais, e isso é um fato, a responsabilidade disso é nossa também, pois esperamos coisas de Deus que não são bíblicas. A verdadeira revelação de Deus está na Palavra. Se lêssemos à Bíblia, como a carregamos, saberíamos discernir se estas manifestações são teatrais ou se são espirituais.

Michael Caceres – Então a senhora acredita que pode haver manifestação espiritual e sugestão psicológica?

Marisa Lobo – Alguns pastores sabem bem como promover, alimentar esse descontrole emocional, e como causar a sugestão psicológica, que é uma manifestação, e não unção de Deus. Como também existe o manifestar do Espírito Santo, mas ainda assim, sujeito a subordinação do corpo.

Michael Caceres – Então existe exageros? Pode haver uma sugestão psicológica e não o manifestar do Espírito Santo?

Marisa Lobo – Nenhum pastor pentecostal sensato concorda com os exageros e não deixam de manifestar sua indignação, principalmente os pentecostais, sabem que existem sim, os aproveitadores e lutam e repudiam, não são alienados. Como psicóloga eu tenho que reconhecer que existe os dois lados e que estas manifestações devem ser profundamente avaliadas.

Fonte: GospelPrime