MIDIA GOSPEL

Ter10242017

Last update12:20:27

Julia Paes Convertida? Pseudo-Evangélica ou Evangélica?

Gostou? Comente este artigo no fim da página
Gospel o melhor da WEB DescriçãoImagem Estudos Biblicos

Julia Paes, cantora e ex-atriz pornográfica que ficou conhecida na mídia secular por namorar com a filha da Cantora Gretchen, disse que sempre foi evangélica, ou segundo um pastor, pseudo-evangélica.

Alguns líderes evangélicos apontam que Julia Paes, assim como outros famosos do mundo secular que vem para o Evangelho, entrou para o grupo dos “ex-” (ex-porno, ex-viciado, ex-bandido), no caso da artista, é ex-atriz pornô e ex-namorada de Thammy filha de Gretche.

Depois de suas declarações à Ego, a pergunta que surge entre muitos Cristãos, no entanto, é será que a ex-atriz pornô virou mesmo evangélica?

Segundo ela, sim! Na verdade, Julia Paes afirmou que sempre foi evangélica, mas que agora ela “retornou aos caminhos”.

“Sou evangélica, mas é uma coisa entre Deus e eu. Não preciso necessariamente trabalhar com isso para ser evangélica. Até porque eu já era, só que agora retornei aos caminhos”, disse.

Entretanto, suas respostas na entrevista, fazem muitos duvidarem dessa afirmação. A cantora primeiro confimou, depois de rumores, que não vai se tornar uma cantora gospel, mas que vai lançar um DVD de forró.

Além disso, ela afirmou que agora ela está retirando todo o material pornográfico da Internet, mas não porque virou evangélica – pois segundo ela, ela já era – mas sim porque já não ganha mais o dinheiro dessa pornografia.

“Estou tirando todo o material do ar porque meus contratos já venceram e eu não ganho mais dinheiro com isso. Não porque virei evangélica, sempre fui evangélica”, disse.

Para o pastor auxiliar da Igreja Casa de oração ágape, Rafael Rocha, existe uma grande diferença entre ser evangélico, estar evangélico e viver o Evangelho, o que ele considera coisas muito distintas.

“Qualquer um pode se denominar evangélico, aliás, já ouvimos isto da boca de muitas pessoas duvidosas na última década”.

Para o pastor Rafael, existe hoje o pseudo evangélico, alguém que se auto denomina evangélico, e segundo ele, muito dessas pessoas não estão no mundo mas dentro da Igreja.

“Em nossas Igrejas existe uma porção de gente dizendo ser, às vezes até seu próprio líder, algumas vezes, seu irmão mais próximo e se não tomamos cuidado até nós mesmos”.

O pastor da Casa de Oração ágape, diz não repudiar o fato de alguém se dizer evangélico mesmo não sendo, mas se compadece dessa pessoa e acredita que ela deveria orar mais, e aprender mais sobre Jesus para ensinar.

Fonte: Christian Post