MIDIA GOSPEL

Qua11222017

Last update10:07:20

Igreja católica em Chicago afirma guardar relíquias do nascimento de Jesus

Gostou? Comente este artigo no fim da página

Igreja católica em Chicago afirma guardar relíquias do nascimento de Jesus | Noticia Evangélica Gospel

A Igreja Sagrada Família do Santuário, em Chicago (EUA), colocou em exposição objetos, os quais afirma serem relíquias do nascimento de Jesus. Os objetos em questão são fragmentos ditos ser da manjedoura que segurava o menino Jesus, o véu de sua mãe, Maria, e um fio do manto de José. Os fragmentos, divulgado pelo Vaticano em 1972, foram um presente para a Igreja Sagrada Família do Santuário de Nossa Senhora de Pompéia, também em Chicago. E, segundo a paróquia, exibi-los agora tem um significado especial por causa de sua associação com o Natal, que marca o nascimento de Jesus.

A Igreja Sagrada Família do Santuário, em Chicago (EUA), colocou em exposição nesse domingo objetos que afirma serem relíquias do nascimento de Jesus. Os objetos em questão são fragmentos ditos ser da manjedoura que segurava o menino Jesus, o véu de sua mãe, Maria, e um fio do manto de José.

Os fragmentos, divulgado pelo Vaticano em 1972, foram um presente para a Igreja Sagrada Família do Santuário de Nossa Senhora de Pompéia, também em Chicago. E, segundo a paróquia, exibi-los agora tem um significado especial por causa de sua associação com o Natal, que marca o nascimento de Jesus.

O reverendo Jeremiah J. Boland, administrador da igreja, falou sobre os objetos ao Huffington Post, afirmando que “não existe interesse” em testar os itens com carbono 14 para ver se eles são do início da era cristã.

O Vaticano tem seu próprio processo para determinar a autenticidade de coisas. Eu estou mais preocupado com eles como objetos de fé. – declarou Boland.

Alguém poderia argumentar o quão real as relíquias de Maria e José são, mas havia todos os tipos de objetos ao longo dos séculos que foram venerados e são baseados na fé, em vez de explicação científica – afirmou o reverendo, que disse também que a relíquia manjedoura tem “mais autenticidade” desde que foi levada da Terra Santa para o Vaticano no século 5. A exposição faz parte das comemorações de 155 anos da igreja.

Fonte: Gospel Mais | Divulgação: Midia Gospel