MIDIA GOSPEL

Qui10192017

Last update05:10:07

Afegã é atacada com ácido depois de recusar casamento

Gostou? Comente este artigo no fim da página
GOSPEL Fotos e imagens Afegã é atacada com ácido depois de recusar casamento Noticia Religião

Uma família afegã foi atacada com ácido após recusar casamento de filha. O caso aconteceu na cidade de Kunduz, no norte do Afeganistão.

O ataque aconteceu porque a família teria recusado a conceder a mão da sua filha mais velha em casamento a um homem considerado por eles, irresponsável, encrenqueiro e provocador. Mumtaz, de 18 anos foi perseguida por ele mas com o apoio dos pais não aceitou a proposta e noivou com um parente.

Poucas semanas depois, seis ou sete homens armados invadiram a casa da família na área de Granel Awal, na cidade de Kunduz, no meio da noite. A menina foi atacada pelos terroristas que também espancaram o pai e, em seguida, derramaram ácido sobre ele, a mãe e as três filhas.

“Primeiro eles bateram em seu pai e, em seguida, eles atacaram com ácido”, disse a mãe de Mumtaz, que pediu para não ser identificada. Todos os cinco estão agora recebendo tratamento médico, disse Abdul Shokor Rahimi, chefe do hospital regional de Kunduz . O pai e a filha mais velha estão em estado crítico, pois foram atacados em todo o corpo”, disse Rahimi. “A mãe e as duas filhas de 14 e 13 anos têm algumas feridas apenas nas mãos e rostos.”

Ghulam Mohammad Farhad, o detetive da polícia de Kunduz, prometeu localizar os atacantes, a quem ele chamou de imorais e irresponsáveis. “Nós iniciamos uma investigação e aqueles que os atacaram serão processados”, disse ele a jornalistas.

O ácido é usado como arma no Afeganistão, mas nem sempre contra mulheres. No leste e sul influenciados pelo Talibã, tem sido usado contra meninas que frequentam escolas.

Fonte: G1