MIDIA GOSPEL

Sex07282017

Last update07:22:17

Religiosos apoiam candidato cristão nas eleições dos Estados Unidos

Gostou? Comente este artigo no fim da página
GOSPEL Fotos e imagens Religiosos apoiam candidato cristão nas eleições dos Estados Unidos Noticia Mundo

O candidato republicano à Casa Branca, Rick Santorum, que é cristão conservador, fez uma reunião eleitoral em um pequeno café do centro de Sioux City (Iowa, centro) e contou com a participação de centenas de pessoas que se reuniram começando com uma oração feita por um pastor.

“É preciso fazer a escolha certa”, diz o influente pastor Cary Gordon da igreja protestante Cornerstone World Outreach de Sioux City falando sobre a escolha do candidato republicano que enfrentará Barack Obama na eleição do dia 6 de novembro de 2012.

Os republicanos de Iowa votarão nesta terça-feira antes de uma longa série de primárias em cada estado até o final do ano. “Vamos enviar uma mensagem não só para a América, mas para todo o mundo”, prega o pastor Gordon, que apoia a candidatura de Santorum, ex-senador e que tem feito nesta campanha o papel de defensor dos valores tradicionais cristãos. Em entrevistas na televisão e em reuniões eleitorais, martela a mensagem de hostilidade ao casamento gay e ao aborto, mesmo em casos de estupro, e contracepção.

Os cristãos conservadores de muitas igrejas americanas protestantes (Luterana, Metodista, Batista e Menonita), alé dos católicos como Santorum, são considerados muito importantes nas eleições de Iowa.

Uma pesquisa do Instituto para o Estudo dos Americanos Evangélicos em Wheaton, estimou que a quantidade de cristãos evangélicos nos EUA é de 30% a 35% da população, cerca de 100 milhões de pessoas.

Rick Santorum não está sozinho em querer seduzir este eleitorado, importante base do Partido Republicano. O governador do Texas, Rick Perry, e a representante de Minnesota, Michele Bachmann, afirmam ser muito religiosos e têm se centrado na religião.

Por sua vez, Jennifer Bowen, líder da associação anti-aborto Right to Life (direito à vida) em Iowa, recusou-se a apoiar um determinado candidato. Mas, afirma: “o candidato que não queremos apoiar de maneira nenhuma é Barack Obama. Você sabe, o dinheiro dos contribuintes não deve ir para a indústria do aborto”, disse.

Fonte: Folha UOL | Divulgação: Midia Gospel