MIDIA GOSPEL

Sáb08192017

Last update02:10:05

Pessoas morreram por interromper tratamento para AIDS depois de cura feita por igreja

Gostou? Comente este artigo no fim da página
Gospel o melhor da WEB Pessoas morreram por interromper tratamento para AIDS depois de cura feita por igreja Noticia Mundo

Seis pessoas já morreram em consequência do HIV por parar de tomar a medicação prescrita pelos médicos depois de terem sido "curados" por métodos religiosos. A investigação ocorreu em Londres e foi feita por repórteres do Sky News. Eles estavam disfarçados e foram acompanhar como funcionava o suposto processo de cura.

Os jornalistas, que fingiram possuir o vírus da Aids, tiveram água jogada no rosto, enquanto um membro da igreja falava para o demônio sair de seu corpo.

Os pastores, da Igreja Sinagoga das Nações, afirmam que o método garante 100% de cura da doença. As sessões são realizadas uma vez por mês e os fiéis precisam trazer a nota dos remédios para provar que tem a doença.

Rachel Holmes, uma das pastoras, disse à repórter do Sky News que se os sintomas persistissem era apenas porque o vírus estava saindo do corpo.

A reportagem foi realizada com base em documentos que mostraram que pelo menos seis pessoas já morreram no Reino Unido, pois pararam de tomar os medicamentos para a Aids depois de tratamento feito em igrejas. No entanto, não existem provas de que todos os que morreram frequentavam a igreja Sinagoga das Nações.

O Departamento de Saúde está preocupado e afirma que a medicação para os infectados pelo HIV é eficiente no combate à doença e que nenhum tipo de oração ou ato religioso é capaz de curar nenhum indivíduo.

Um porta-voz da igreja Sinagoga das Nações afirmou que eles não pedem para que ninguém pare de tomar a medicação. “Não somos nós que curamos, mas sim Deus e não existe doença que ele não possa curar. Os médicos tratam as doenças e não há nada ruim em tomar remédios”, declarou.

Fonte: UOL