MIDIA GOSPEL

Qua12132017

Last update10:01:01

Madonna critica a igreja e fala sobre arma usada em seu show

Gostou? Comente este artigo no fim da página

Notícias Gospel Madonna critica a igreja e fala sobre arma usada em seu show | Noticia Evangélica Gospel

Em um texto publicado em seu site oficial, Madonna criticou a igreja e falou sobre arma de brinquedo usada em um dos atos do show da turnê MDNA Tour. Segundo ela, as performances usadas em seus shows representam “a hipocrisia e mentiras da igreja, além da intolerância de muitas cabeças vazias da sociedade”. Além disso, a cantora explica no texto que sabe que existe muita violência no começo de seu show, mas que o uso de armas falsas são usadas metaforicamente.“Eu não tolero violência e nem o uso de armas. Aliás, elas são símbolos da vontade de querer ser forte e querer achar um jeito de parar sentimentos que eu acho pesado e prejudicial”, continuou na carta.

Madonna afirma que o seu palco mostra espelhos de sua própria jornada e que, no fim, o amor é a “resposta” e não a violência. “Ultimamente, como seguimos a jornada da minha história, o público consegue claramente ver o que eu vejo: o inimigo está dentro de nós e o único jeito de sobreviver do desapontamento, julgamento, corações partidos, inveja e ódio é com o amor – não com a vingança - nem com armas ou violência”.

Não foi a primeira vez que Madonna usou imagens religiosas em vídeo clip e shows como forma de criticar e provocar a igreja. A cantora já apareceu em um de seus shows com uma cora de espinhos sendo crucificada, simulando a cena do calvário, em um clip mais antigo. Mas não menos polêmico, a cantora beija um santo da igreja católica que durante o clip se torna um homem. A cantora, que é filha de católicos, atualmente é adepta a doutrina Cabala, uma doutrina esotérica que visa conhecer a Deus e o Universo, uma vertente mística do judaísmo.

Em uma entrevista recente concedida ao repórter Zeca Camargo a cantora mais uma vez críticou a igreja. “Sou fascinada por religião. Fui criada como católica, mas hoje acho a instituição muito patriarcal e cheia de hipocrisia. Eu acho que se você é um artista, está sempre dissecando e desconstruindo as idéias. Esse é o nosso trabalho.”

Fonte: The Christian Post | Divulgação: Midia Gospel