MIDIA GOSPEL

Qua08162017

Last update12:02:06

A Constituição da Família e Curiosidades

Gostou? Comente este artigo no fim da página

I. A origem

A família é tão importante dentro do plano de Deus que foi a única instituição criada par ele antes da queda humana. A família é essencial ao desenvolvimento humano, e por isso, ao criar o homem, Deus instituiu a família. Ao institui-la o Eterno estava lançando a base sobre a qual se construiria e se preservaria a sociedade humana.
Todavia, o homem pecou, caiu. E assim a família sofreu graves conseqüências.,
A criação da família surge coma resposta de Deus á inadequação do homem a solidão, já que este fora criado para se relacionar. O Senhor não apenas realizou o casamento do primeiro casal, mas também o instituiu como modelo para toda raça.  Inicialmente a família é constituída de homem e mulher criados á imagem e semelhança de Deus como seres relacionais e, por isso mesmo com capacidade de união a tal ponto de se tornarem uma só carne.
Num segundo momento a família é acrescida de filhos, aumentando-se assim a gama de relacionamentos.

II. PROPÓSITO DA FAMÍLIA

Companheirismo e complementação mútua do casal, Gn 2:18,I Co11:9,11
Satisfação amorosa e mútua do casal, Ec 9:9; Propagação do gênero humano, Gn 1:28;  Preservação da pureza moral, na família e na sociedade, I Co 7:2;
Estabelecimento do lar, Mt 19:5;  Ser um meio de falar de Cristo e da Sua igreja, Ef 5:31-32.

III. PRESERVAÇÃO

Apesar de todo ataque do inimigo e o conceito equivocado da sociedade decadente e imoral, de que o casamento é uma instituição fadada ao fracasso, a verdade é que a família enquanto viver no modelo estabelecido por Deus, e repudiar o padrão de liberdade falido do mundo, tão bem caracterizado nas novelas, será indestrutível.
I. A partir do século XVIII, o mais emblemático dos elementos simbólicos de um matrimônio é o próprio vestido de noiva, imediatamente associado ao véu e à grinalda - uma referência clássica que remonta aos atributos em coroa dos deuses da Grécia e de Roma - e aos anéis que se entregam reciprocamente.
O véu da noiva nem sempre foi branco como o não é ainda entre outras culturas não ocidentais. No mundo latino o véu era cor de laranja avermelhado, a cor do fogo, simbolizando a chama do amor que se deve alimentar no dia a dia para se manter acesa e flamejante. O branco é para as noivas porque as deusas e as rainhas o trajavam e porque reforça a idéia de donzela pura, romântica inocente.
II. Era costume atirar grãos de arroz sobre os noivos na saída da igreja é um costume europeu, que significa o desejo de que a noiva seja fértil. Antes do arroz era comum jogar trigo ou qualquer tipo de cereal.
Já em Roma, o bolo tinha um significado especial. Ele era preparado com água, pão de trigo e sal e comido cerimonialmente pelos noivos, uma vez que simbolizava vida a ser conjugada pelo casal a partir do casamento.
III. A palavra Boda, que significa comemoração, (pronuncia-se "bôda"), é designada para comemorar aniversário de casamento em determinados anos. Aqui no Brasil. é costume dizer Bodas no plural. As bodas de prata (vinte e cinco anos) e de ouro (cinqüenta) são as mais conhecidas e comemoradas. Eis a relação:

01. Qual a origem da Lua de Mel?
Na antiguidade, quando os casais se casavam e iam para casa para a noite de núpcias, os vizinhos e parentes desenhavam uma lua com mel na porta da casa para dar sorte. Daí a expressão "lua de mel".
Outros dizem que havia entre os germanos o hábito de casar-se na lua nova, e, na oportunidade, os noivos levavam para beber sob o luar, o hidromel (água com mel). Daí a expressão: lua-de-mel.

02. Porque a noiva leva um ramo de flores?
Porque as flores simbolizam a vida, o crescimento e a fertilidade.

03. Porque a noiva entra à direita e também sai pela direita?
Porque biblicamente estar à direita quer dizer sinal de honra e submissão à esta pessoa.

04. Porque o noivo não pode ver a noiva vestida antes da cerimônia religiosa?
Porque segundo esta tradição remota aos ritos primitivos, ninguém podia ver uma jovem antes de ela passar completamente para o grupo das mulheres e contemporaneamente existe outras razões, entre elas o elemento surpresa.

05. Porque é que se dá uma festa de casamento?
As festas são tão antigas quanto os ritos de casamento. Por exemplo, na cultura da Antiga Grécia o casamento era a única cerimônia em que as mulheres podiam participar. Nos tempos mais modernos, possuem outras razões.

06. Porque é que se faz um brinde?
A bebida esteve sempre relacionada com o casamento. Nos antigos ritos, o vinho era a bebida utilizada e é referenciada na Bíblia, mas o primeiro registro de um brinde remonta a uma festa de casamento dos Saxões no ano de 450, Antes de Cristo.

07. Porque é que há um bolo de casamento?
Os bolos sempre estiveram associados aos casamentos ao longo da história. Os romanos partilhavam um bolo confeccionado com farinha, sal e água. O partir do bolo pelos noivos simboliza que eles irão repartir o futuro.

08. Que a entrega do buquê representa a despedida da noiva?
Ela deve jogá-lo pouco antes de ir embora, ou pode também dá-lo de presente a uma amiga solteira.

09. Que para as solteiras, um dos momentos mais interessantes de uma festa de casamento diz respeito ao momento em que a noiva atira o buquê. Tudo porque acreditam que quem o apanhar será a próxima a casar.

10. Que o véu significa o recato e a castidade.

11. Que a coroa ou a grinalda tornou-se tradição para os cristãos e eslavos.

12. Que um dos símbolos mais antigos do casamento é a aliança, que já era usado pelos hebreus, se tornando costume da antiga Roma e mais tarde dos cristãos do Oriente e do Ocidente.

01 Ano  -  Bodas de Papel
02 Anos - Bodas de Algodão
03 Anos - Bodas de Frutos/Flores
04 Anos - Bodas de Seda
05 Anos - Bodas de Madeira
06 Anos - Bodas de Açúcar/Perfume
07 Anos - Bodas de Lã
08 Anos - Bodas de Papoula/Bronze
09 Anos - Bodas de Vime/Cerâmica
10 Anos - Bodas de Estanho
11 Anos - Bodas de Topázio
12 Anos - Bodas de Ônix
13 Anos - Bodas de Safira
14 Anos - Bodas de Quartzo
15 Anos - Bodas de Cristal
16 Anos - Bodas de Turmalina
17 Anos - Bodas de Âmbar
18 Anos - Bodas de Ágata
19 Anos - Bodas de Água Marinha
20 Anos - Bodas de Porcelana
21 Anos - Bodas de Zinco
22 Anos - Bodas de Louça
23 Anos - Bodas de Marfim
24 Anos - Bodas de Turquesa
25 Anos - Bodas de Prata
26 Anos - Bodas de Alexandria
27 Anos - Bodas de Crisopásio
28 Anos - Bodas de Hematita
29 Anos - Bodas de Lã
30 Anos - Bodas de Pérolas
31 Anos - Bodas de Nácar
32 Anos - Bodas de Pinho
33 Anos - Bodas de Crizo
34 Anos - Bodas de Oliveira
35 Anos - Bodas de Coral
36 Anos - Bodas de Cedro
37 Anos - Bodas de Aventurinha
38 Anos - Bodas de Carvalho
39 Anos - Bodas de Mármore
40 Anos - Bodas de Rubi
41 Anos - Bodas de Aço
42 Anos - Bodas de Linho
43 Anos - Bodas de Azeviche
44 Anos - Bodas de Carbonato
45 Anos - Bodas de Platina
46 Anos - Bodas de Alabastro
47 Anos - Bodas de Jaspe
48 Anos - Bodas de Granito
49 Anos - Bodas de Heliotrópico
50 Anos - Bodas de Ouro
51 Anos - Bodas de Bronze
52 Anos - Bodas de Argila
53 Anos - Bodas de Artimênia
54 Anos - Bodas de Níquel
55 Anos - Bodas de Ametista
56 Anos - Bodas de Malaquita
57 Anos - Boas de Lápis Lazuli
58 Anos - Bodas de Vidro
59 Anos - Bodas de Cereja
60 Anos - Bodas de Jade
61 Anos - Bodas de Cobre
62 Anos - Bodas de Telunta
63 Anos - Bodas de Sândalo
64 Anos - Bodas de Fabulita
65 Anos - Bodas de Ferro
66 Anos - Bodas de Ébano
67 Anos - Bodas de Neve
68 Anos - Bodas de Chumbo
69 Anos - Bodas de Mercúrio
70 Anos - Bodas de Vinho
75 Anos - Bodas de Diamante
80 Anos - Bodas de Nogueira