MIDIA GOSPEL

O Espírito da Profecia - Qual o Seu Potencial profético?

Gostou? Comente este artigo no fim da página
o esoirito de profecia

Vimos em nosso artigo anterior, o que é Ativação Profética. Porém, uma pergunta freqüente que recebemos em nosso e-mail é sobre como gerar uma atmosfera profética ou o que seria uma reunião onde o espírito da profecia encontrasse intensa liberdade para mover-se. Existe um episódio nas escrituras, que nos explica direitinho o que são atmosferas de unção profética e como alguém pode ser ativado no dom profético.

Saul não tinha o ministério profético, mas profetizou circunstancialmente pois fora exposto e ativado na unção profética (I Sm 10.11). Porém, sem aplicar seu coração a obedecer ao Senhor, todo seu potencial profético permaneceu limitado. Saul era um homem mau, orgulhoso e vaidoso. Geralmente pastores assim tem medo de conduzir suas igrejas a uma dimensão profunda do mover profético.

Esses líderes gostam do avivamento que eles possam manipular e controlar, morrem de medo do avivamento bíblico, aquele que quando Deus manifesta dos céus traz à luz tudo o que esta oculto nos bastidores das igrejas e suas estruturas denominacionais. Anelam por alguns dos dons espirituais, mas algo sempre muito moderado, a fim de poder gerar no inconsciente coletivo das suas igrejas uma falsa expectativa de que naquele lugar também existe liberdade para as operações do Espírito Santo, e logo suas ovelhas concluem erroneamente que não precisarão procurar em outro lugar um ambiente propício para o amadurecimento espiritual e pleno desenvolvimento dos dons.

 

Leia I Samuel 10 e I Samuel 19 e correlacione os fatos.

Em I Sm 10.5-13 "Então chegarás ao outeiro de Deus, onde está a guarnição dos filisteus; e há de ser que, entrando ali na cidade, encontrarás um grupo de profetas que descem do alto, e trazem diante de si saltérios, e tambores, e flautas, e harpas; e eles estarão profetizando. 6 E o Espírito do SENHOR se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e tornar-te-ás um outro homem. 7 E há de ser que, quando estes sinais te vierem, faze o que achar a tua mão, porque Deus é contigo. 8 Tu, porém, descerás antes de mim a Gilgal, e eis que eu descerei a ti, para sacrificar holocaustos, e para oferecer ofertas pacíficas; ali sete dias esperarás, até que eu venha a ti, e te declare o que hás de fazer. 9 Sucedeu, pois, que, virando ele as costas para partir de Samuel, Deus lhe mudou o coração em outro; e todos aqueles sinais aconteceram naquele mesmo dia. 10 E, chegando eles ao outeiro, eis que um grupo de profetas lhes saiu ao encontro; e o Espírito de Deus se apoderou dele, e profetizou no meio deles. 11 E aconteceu que, como todos os que antes o conheciam viram que ele profetizava com os profetas, então disse o povo, cada um ao seu companheiro: Que é o que sucedeu ao filho de Quis? Está também Saul entre os profetas?

12 Então um homem dali respondeu, e disse: Pois quem é o pai deles? Pelo que se tornou em provérbio: Está Saul também entre os profetas? 13 E, acabando de profetizar, foi ao alto".

Havia uma radioatividade profética ao redor daqueles profetas da dança e da música, pois ao se aproximarem de Saul ele também foi envolvido pela unção de Deus. Claro que Saul precisou render seu espírito ao mover do Espírito Santo de Deus que estava sobre aqueles profetas adoradores que vieram ao seu encontro, pois sem o desejo interior de render-se as manifestações do poder de Deus, Ele o respeitará e amará apesar de inúmeras vezes duvidar, questionar ou emitir comentários ridículos... Ele nunca o violentará a experimentar dons espirituais, exatamente o oposto dos demônios que gostam de violar o livre-arbítrio incorporando nas pessoas...

O fato de Saul ter profetizado nesse episódio, não fez dele um profeta, de ofício ou ministério profético. Ele seria rei, chefe da guarda, mas profetizou!

 

Outro episódio de intensa manifestação profética em um determinado ambiente esta em I Sm 19.20-24.

"Então enviou Saul mensageiros para trazerem a Davi, os quais viram uma congregação/escola/casa de profetas profetizando, onde estava Samuel que presidia sobre eles; e o Espírito de Deus veio sobre os mensageiros de Saul, e também eles profetizaram. 21 E, avisado disto Saul, enviou outros mensageiros, e também estes profetizaram; então enviou Saul ainda uns terceiros mensageiros, os quais também profetizaram. 22 Então foi também ele mesmo a Ramá, e chegou ao poço grande que estava em Secu; e, perguntando, disse: Onde estão Samuel e Davi? E disseram-lhe: Eis que estão em Naiote, em Ramá.

23 Então foi para Naiote, em Ramá; e o mesmo Espírito de Deus veio sobre ele, e ia profetizando, até chegar a Naiote, em Ramá. 24 E ele também despiu as suas vestes, e profetizou diante de Samuel, e esteve nu por terra todo aquele dia e toda aquela noite; por isso se diz: Está também Saul entre os profetas?"

Veja que nesse episódio, o próprio Deus vem sobre Saul com uma intensa e poderosa unção do Espírito Santo para impedi-lo de matar Davi, a fim de gerar arrependimento em seu coração e mudança de atitude. Uma pessoa exposta a unção do Espírito Santo pode ser lançada ao chão, rir, chorar, gritar ou até mesmo tirar a roupa... mas nem Deus nem o diabo poderão manipular seu livre-arbítrio, essa decisão interior de permitir que o poder de Deus se manifeste sobre as suas fraquezas e debilidades interiores era de inteira responsabilidade de Saul.

Temos viajado por inúmeros países e cidades brasileiras e em todos os lugares Deus esta despertando o “espírito adormecido do rei Ciro”. Líderes de diversas linhas teológicas e estruturas denominacionais estão experimentando um novo nível de intimidade e comunhão com Deus.

Reuniões como as descritas em I Sm 10, onde Samuel liderava uma escola de profetas e adoradores que ministravam ao Senhor com danças, choro e quebrantamento nos dão uma idéia de como devem ser os cultos dirigidos pelo Espírito Santo.

Apesar de toda essa euforia profética e sede por milagres, tenho observado que pouco de evangelístico que sido feito em algumas dessas estruturas denominacionais que decidem mergulhar no rio de Deus. Pensando nisso começamos a sistematizar uma série de estudos que em breve serão expostos na escola de evangelismo profético, cujo objetivo é catalisar todo esse poderoso mover do Espírito e simplesmente levá-lo para o lado de fora da igreja.

Apocalipse 19:10 - E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.

Falarmos em profecia sem falarmos em testemunho é como correr com apenas um dos nossos pés calçados. Até conseguiremos nos deslocar, mas não seremos eficientes. Todo o propósito do pentecostes e das manifestações de poder esta diretamente relacionada ao evangelismo, a compartilhar nossa fé com outros e a testemunhar com ousadia.

Até quando acreditaremos na mentira do diabo, pensando que a ministração dos dons espirituais assusta ou afugenta os visitantes da igreja? Em I CO 14.22-25 umas das operações do dom de línguas estranhas é exatamente essa, orar em línguas para que os segredos e os mistérios do coração do incrédulo sejam revelados e ele publique louvores, crendo que Deus verdadeiramente esta em nosso meio.

“De sorte que as línguas são um sinal, não para os fiéis, mas para os infiéis; e a profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.  Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos? Mas, se todos profetizarem, e algum indouto ou infiel entrar, de todos é convencido, de todos é julgado. Portanto, os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós” I Co 14.22-25.

Deus sempre esteve pronto para operar seus sinais e manifestar dons entre os homens. Nos é que historicamente tivemos nossos músculos espirituais atrofiados por uma teologia cega, manca e banguela! Mas é chegada a hora em que Deus esta levantando uma geração de adoradores extravagantes dispostos a reverter esse quadro!

Lucas 11:49 " Por isso diz também a sabedoria de Deus: Profetas e apóstolos lhes mandarei; e eles matarão uns, e perseguirão outros".

Jesus disse aos seus discípulos que Ele mesmo nos enviaria profetas e apóstolos, estamos vivendo esses dias em que a unção e a vocação apostólica e profética da igreja esta sendo restaurada.

Você faz parte desse mover profético do Espírito Santo hoje. Você é chamado a ser um profeta em um tempo de transição, onde o vinho velho esta sendo lançado fora e o vinho novo tem trazido uma nova alegria na comunhão com os irmãos e no Espírito Santo.

Abra os compartimentos secretos de sua alma e invoque o Senhor até que obtenha da parte dele toda a manifestação dos céus na terra e possamos nos alegrar com Ele ao ver o seu Reino manifeste e proclamado entre os homens na terra.

Jelson Becker é pastor. Reside atualmente em Recife-PE, onde desenvolve a base do ministério Avivamento Extravagante. Ministra em média 35 mil pessoas ao ano em seminários e encontros no Brasil e no exterior. Entre os temas abordados, estão: ativação de dons espirituais, princípios de transferência de unção, adoração profética, princípios que antecedem o avivamento, espíritos aprisionados e como implantar uma equipe de profetas intercessores em sua igreja. Lidera a Escola de Ativação Profética em Recife com o apoio de tele-salas de aula, que objetivam ensinar o evangelismo profético a igrejas no mundo.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar