MIDIA GOSPEL

Qui12082016

Last update04:11:22

Uniforme inteligente avisa aos pais quando aluno ‘mata’ aula

Gostou? Comente este artigo no fim da página
GOSPEL Uniforme inteligente avisa aos pais quando aluno ‘mata’ aula Noticia brasil

Desde o início desta semana, alunos da rede municipal de Vitória da Conquista, na Bahia, não vão mais poder ‘matar’ aulas. Um “uniforme inteligente” vai contar aos pais se os alunos chegaram à escola ou “dedurar” se eles não passaram do portão.

O sistema, baseado em rádio-frequência, funciona por meio de um minichip instalado na camiseta do novo uniforme, que começou a ser distribuído para 20 mil estudantes nesta segunda-feira.

Funciona assim: no momento em que os alunos entram na escola, um sensor instalado na portaria detecta o chip e envia um SMS aos pais avisando sobre a entrada na instituição. Se, em 20 minutos após o início da aula, o aluno não passar por lá, o aviso muda de tom e os pais recebem a frase: “Seu filho ainda não chegou na escola”.

Segundo o secretário municipal de Educação, Coriolano Moraes, a ideia é manter os pais informados sobre a frequência dos alunos. “Percebemos que muitos pais deixavam os alunos na escola, mas logo saíam correndo para o trabalho e não viam se eles entravam”, afirma. ”Depois, quando chamávamos para uma reunião, eles ficavam surpresos com o número de faltas dos filhos”.

Agora, a cada três faltas, os pais vão ser chamados à escola para justificar a ausência. Caso eles não compareçam, a instituição pode avisar o Conselho Tutelar e o Ministério Público.

Em uma parte dos uniformes, o equipamento fica escondido no brasão da escola. Em outra, fica na manga, camuflado no meio da frase de Paulo Freire: “A educação não transforma o mundo. A educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo”.

A distribuição, segundo Moraes, tem o objetivo de evitar que os alunos descubram um jeito de burlar o sistema – o que, diz ele, é praticamente “impossível” devido a um sistema de segurança do chip. Ele também diz que a tecnologia é resistente. “Pode lavar, passar e dobrar”, diz.

Ao todo, o valor investido foi de R$ 1,2 milhão. A estimativa é que o sistema funcione para os primeiros 20 mil alunos em até 15 dias. A metade restante deve ser contemplada até 2013.

Fonte: Folha | Divulgação: Midia Gospel