MIDIA GOSPEL

Sáb12102016

Last update05:01:10

Renato Aragão admite que escreveu roteiro O segundo filho de Deus, mas enredo foi deturpado

Gostou? Comente este artigo no fim da página

Notícias Gospel Renato Aragão admite que escreveu roteiro ‘O segundo filho de Deus', mas enredo foi deturpado | Noticia Evangélica Gospel

Após polêmica sobre o lançamento do filme ‘O segundo filho de Deus’, Renato Aragão admitiu em seu blog que realmente escreveu um roteiro com esse título, mas que a obra foi deturpada e o título já havia sido mudado. “(...) realmente escrevi um roteiro provisoriamente intitulado ‘O Segundo Filho de Deus’, obra de ficção com registro público na Biblioteca Nacional, a qual vem sendo deturpada, dizendo inclusive que eu teria a pretensão de ser o ‘novo’ Jesus!, ABSURDO.”

Segundo ele, o roteiro já teve o título alterado para "O Segredo da Luz" e não há previsão para sua realização”. Na carta aberta, ele expressa que ficou triste com a repercussão dos boatos sobre o filme e a suposta demissão de um funcionário por chamá-lo de Didi. “Meu coração tem se entristecido ao ler e ouvir tantas mentiras que estão circulando na mídia com respeito a minha pessoa e minha família”.

O humorista diz que todos os 45 filmes produzidos por ele foram voltados para o entretenimento da família brasileira, respeitando valores e cultura. Renato acrescenta que é católico e que não abre mão de sua fé incondicional em Jesus. “Sou católico e temente a Deus. Jamais abriria mão de minha fé incondicional em Jesus, o Filho Único de Deus”.

O humorista explica que fé e ficção são áreas completamente distintas, mas que sempre despertaram polêmicas. Ele acrescenta que fica triste com a situação porque ele e sua família são pessoas de bem e que acreditam em causas como o da campanha criança esperança, sensível às carências e necessidades dos semelhantes. Sobre os boatos da demissão de um funcionário, ele diz que seus funcionários são tratados com respeito e que jamais demitiria um funcionário por chamá-lo de Dídi, que segundo o humorista, nem ele mesmo consegue separar o Didi do Renato Aragão. “Em minha casa e minha empresa, meus funcionários são tratados com respeito (...)”. “Jamais demiti, demitiria qualquer motorista ou funcionário por ter me chamado de Did. Absurdo tão grande, uma vez que nem eu mesmo consigo mais separar o Didi do Renato Aragão. Afinal, já são 50 anos de convivência entre os dois (...)”

Fonte: The Christian Post | Divulgação: Midia Gospel

Os melhores Estudos Biblicos Midia Gospel