MIDIA GOSPEL

Qui12082016

Last update04:11:22

Rede Record nega prejuízo de R$ 100 milhões e pedido de socorro a banco de Edir Macedo

Gostou? Comente este artigo no fim da página

Rede Record nega prejuízo de R$ 100 milhões e suposto pedido de socorro a banco de Edir Macedo | Notícias Evangélicas Gospel Cristãs

Na última semana a revista Veja noticiou que a Rede Record fechará o ano de 2012 com um prejuízo estimado em R$ 100 milhões. A coluna Radar, de Lauro Jardim, afirma ainda que trata-se de um prejuízo 66% maior que o do ano passado, quando a emissora fechou com R$ 60 milhões negativos.

Lauro Jardim afirmou que a emissora ligada à IURD, após sete anos de lucros, teve no ano passado um prejuízo de R$ 60 milhões e que este o prejuízo ano será ainda maior. Na coluna “poder Econômico” do portal IG, o jornalista Jorge Félix, afirmou também que a Rede Record recorreu ao Banco Renner, do qual o bispo Edir Macedo tem 40% das ações, para cobrir o “rombo” orçamentário da emissora.

A emissora negou tal prejuízo e afirmou que “a revista Veja tenta retaliar a Record, que vem divulgando de forma isenta as investigações da Polícia Federal, do Ministério Público, da Justiça e do Congresso Nacional, sobre as ligações de alguns dos seus principais jornalistas com o contraventor Carlos Cachoeira”.

Na nota, a emissora diz ainda que a intenção da notícia foi de prejudicar a emissora às vésperas da transmissão exclusiva dos Jogos Olímpicos de Londres.

Leia na íntegra nota da Record repudiando a notícia do suposto prejuízo:

A Rede Record vem a público repudiar as informações publicadas pela revista Veja deste final de semana. Mais uma vez, a emissora foi uma vítima de falsa notícia sobre as atividades da empresa. A revista Veja, sem citar qualquer fonte confiável, afirmou que a Record enfrentou prejuízos de R$ 60 milhões em 2011, num exercício irresponsável de previsão, afirma que em 2012 os supostos prejuízos chegariam a R$ 100 milhões.

Prever um prejuízo quando o ano está no primeiro semestre – ainda no mês de maio – revela a evidente falta de fundamento da suposta notícia e a intenção de perseguir, prejudicar e causar danos à emissora, clientes e telespectadores poucos dias ‘antes’ da inédita transmissão exclusiva na TV aberta dos jogos olímpicos de Londres. Evento que naturalmente se transformou em um dos maiores sucessos publicitários da trajetória da Record.

A leviandade da nota ignora que o faturamento da Record cresceu 25% em 2011 e, segundo o projeto Inter-Meios, coordenado pelo jornal Meio & Mensagem, a verba publicitária destinada a televisão aberta no Brasil aumentou 9% no mesmo período.

A nota caluniosa nos leva a afirmar que a revista Veja tenta retaliar a Record, que vem divulgando de forma isenta as investigações da Polícia Federal, do Ministério Público, da Justiça e do Congresso Nacional, sobre as ligações de alguns dos seus principais jornalistas com o contraventor Carlos Cachoeira.

A Rede Record não vai se intimidar com os ataques infundados de Veja. Isto nos motiva, ainda mais, a levar aos brasileiros a verdade de fatos sombrios diante da sociedade.

Bispo Edir Macedo concede entrevista e desmente que a Record está em crise

Fonte: Gospel Mais | Divulgação: Midia Gospel