MIDIA GOSPEL

Sex12092016

Last update03:01:22

Haddad evita comentar kit gay mas afirma que material já estaria disponível em São Paulo

Gostou? Comente este artigo no fim da página

Notícias Gospel Haddad evita comentar kit gay mas afirma que material já estaria disponível em São Paulo | Noticia Evangélica Gospel

O candidato do PT à prefeitura de São Paulo diz que não vai comentar mais a respeito do kit anti-homofobia, conhecido como kit gay. Durante uma carreata no bairro do Jaçanã, zona norte da capital paulista, neste domingo (14) ele evitou responder às críticas e mostrou irritação quando perguntado sobre o assunto.

O opositor José Serra (PSDB) afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que a intenção do material era doutrinar, em vez de educar.

“É um ataque pessoal. Porque ele sempre distorce a informação; e eu não vou comentar”, disse Haddad. O candidato petista argumentou que preferia discutir propostas para a cidade e classificou o assunto como “coisa sem importância e que já está resolvida”.

O candidato respondeu de forma positiva quando perguntado se já existia um material desse tipo previsto para ser implementado em São Paulo. “A prefeitura tem o material. Tanto a Prefeitura quanto o Estado têm materiais, é constitucional”, disse, segundo o IG.

Durante sua gestão no Ministério da Educação, foi elaborado o conjunto de materiais audiovisuais denominado kit anti-homofobia, conhecido como kit gay. Depois de protestos de parlamentares religiosos na Câmara, a presidente Dilma Rousseff vetou sua distribuição em escolas da rede pública de todo o país. Na época, ela chegou a afirmar que não aceitava “propaganda de opções sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas”, de acordo com o UOL.

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo divulgou uma nota no fim da tarde do domingo por meio de sua assessoria de imprensa negando que possua um kit anti-homofobia, como foi afirmado por Haddad.

Haddad divulgou recentemente seu programa para a área de educação em São Paulo, e defendeu a criação de 31 centros universitários na capital, segundo o Terra. Além disso fez propostas pela educação em tempo integral como alternativa à discussão sobre progressão automática e repetência.

O candidato ainda citou a criação de universidades federais e estratégias para diminuir o déficit de vagas em creches em São Paulo. Atualmente existe 150 mil vagas deficitárias na capital.

Fonte: Gospel Mais | Divulgação: Midia Gospel

Os melhores Estudos Biblicos Midia Gospel